Publicidade

Sound of Freedom 2 pode estar em desenvolvimento: Quem tem os direitos?

Diogo Fernandes, 23 de agosto de 2023 17:39

Num verão cheio de falhanços, Sound of Freedom tornou-se um sucesso inesperado e importante nas bilheteiras, tornando uma sequela algo inevitável. Mas quem detém os direitos para realizar uma nova produção? Bem, é complicado.

Uma representante do produtor Mike Ilitch Jr. disse à Variety que o seu cliente assinou um acordo com Tim Ballard, ativista contra o tráfico humano que é o tema do filme, "para obter direitos exclusivos vitalícios" e que recentemente começaram a desenvolver uma continuação. Ilitch Jr., filho de Mike Ilitch, bilionário proprietário da cadeia de pizzarias Little Caesars, não ia parar por aí. Ele também planeava uma série com argumento e uma série documental sobre as várias missões de Ballard para resgatar crianças da exploração sexual.

O plano da franquia Sound of Freedom incluía ainda a colaboração de uma organização sem fins lucrativos de Ballard e outras organizações não governamentais "para fornecer recursos específicos, chamadas de ação direcionadas e mais histórias inspiradoras e dos bastidores da vida real". No entanto, a representante de Ilitch Jr., que co-financiou e produziu executivamente filmes como The Lost City of Z e LBJ, mudou de posição e afirmou que a informação não era "precisa", sem fornecer esclarecimentos.

Separadamente, o realizador de Sound of Freedom, Alejandro Monteverde, disse à Variety que obteve os direitos de vida de Ballard durante a pesquisa para o filme, durante a fase de escrita do argumento, por volta de 2015. Ele reconheceu que as negociações para uma sequela estão em curso, com a ação a passar da Colômbia, onde o filme original se passa, para o Haiti. "Definitivamente, há muito interesse em explorar [o assunto] um pouco mais a fundo, porque isto é apenas a ponta do iceberg", disse o realizador. No entanto, um porta-voz de Monteverde afirmou mais tarde que os direitos do seu cliente apenas cobriam um filme. O representante acrescentou: "Quanto à sequela, houve discussões, mas não há mais nada a reportar neste momento".

Existe uma boa razão para Monteverde, o distribuidor do filme, Angel Studios, ou até mesmo um potencial financiador como Ilitch Jr., quererem fazer uma sequela. Afinal, Sound of Freedom já arrecadou 178 milhões de dólares até à data, ganhando mais dinheiro nacionalmente do que Missão Impossível - Ajuste de Contas: Parte Um e Indiana Jones e o Marcador do Destino, estando prestes a ser lançado internacionalmente. (Esses filmes foram feitos por pouco menos de 300 milhões de dólares cada, enquanto o orçamento de Sound of Freedom foi de 14,5 milhões de dólares.)

Como distribuidora, a Angel Studios detém presumivelmente os direitos do título Sound of Freedom e poderia avançar com um spin-off com um protagonista diferente de Ballard, interpretado por Jim Caviezel. No entanto, a ligação pessoal de Ballard ao material, como antigo agente do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, parece essencial para qualquer exploração adicional da história.

Ainda assim, advogados especializados em direitos de propriedade intelectual afirmam que o caso de Sound of Freedom é complicado e algo único.

"Isto é invulgar porque, se fosse um grande estúdio, o estúdio teria garantido todos os direitos e [Ballard] não teria tido a oportunidade de entrar num acordo com outra pessoa", diz Lisa Callif, do escritório de advocacia Donaldson Callif Perez. "Eu entendo por que aconteceu, porque provavelmente esperavam fazer apenas este filme e não tinham ideia de que seria tão bem-sucedido como é. E agora estão nesta situação complicada".

Leslie Steinau, da Wilk Auslander, comparou a situação à batalha entre o ex-presidente Donald Trump e o jornalista Bob Woodward por uma série de entrevistas que foram transformadas no audiolivro de 2022, The Trump Tapes.

"O Trump está a dizer: 'As palavras saíram da minha boca e eu detenho os direitos de autor sobre essas palavras'", diz Steinau. "É uma área do direito ainda por resolver: quem detém os direitos de autor iniciais sobre esse material? Neste caso, é questionável se o estúdio pode avançar e fazer um segundo filme sem o consentimento e participação do sujeito".

No final, as várias partes podem unir-se e reunir a equipa por trás do filme de sucesso. Afinal, a representante de Ilitch Jr. disse inicialmente que a equipa de produção completa, o elenco e os acordos de distribuição "estão a ser finalizados", mas acrescentou: "Pode demorar algum tempo".