Publicidade

J.K. Rowling desabafa "Estou tão farta disto"

Diogo Fernandes, 26 de fevereiro de 2024 21:09
J.K. Rowling desabafa "Estou tão farta disto"

A autora J.K. Rowling manifestou o seu desagrado no X (anteriormente conhecido como Twitter) dirigido à Sky News, acusando o canal de notícias de não identificar adequadamente uma assassina condenada, Scarlet Blake, como uma mulher transgénero.

Num tweet na segunda-feira, Rowling partilhou um link para uma publicação da Sky News que não mencionava explicitamente a identidade transgénero de Blake. O tweet de Rowling expressava o seu descontentamento, afirmando: "Estou tão farta disto. Isto não é uma mulher. Estes não são #OsNossosCrimes", enfatizando a importância de uma representação precisa.

Scarlet Blake foi condenada a prisão perpétua na segunda-feira por um homicídio que ocorreu após ela assistir ao documentário da Netflix, Don’t F*** With Cats: Hunting an Internet Killer, que destacava as ações do assassino Luka Magnotta. O crime de Blake envolveu torturar um gato antes de visar Jorge Martin Carreno em julho de 2021.

Apesar de ser uma mulher transgénero, Blake vai comprar a sua pena numa prisão masculina. Nascida na China, ela revelou a sua identidade transgénero aos pais numa idade jovem.

Embora a Sky News tenha eventualmente mencionado a identidade transgénero de Blake na sua reportagem escrita, Rowling criticou a posição desta informação, sugerindo que não foi dada a devida importância.

J.K. Rowling tem participado ativamente em discussões sobre questões de identidade de género no X, especialmente após a publicação de novas diretrizes para prisioneiros transgénero pelo Serviço Prisional Escocês. As diretrizes incluem disposições para permitir que prisioneiros em transição sejam admitidos em prisões femininas sob condições específicas.

Rowling tem expressado a sua oposição a certos aspectos destas diretrizes, argumentando contra a colocação de agressores sexuais identificados como trans em prisões femininas. Numa série de tweets, manifestou as suas preocupações sobre os potenciais riscos e consequências associados a tais políticas.

O debate em torno dos prisioneiros transgénero continua a ser um tema de considerável discussão, com Rowling acrescentando a sua voz à conversa contínua sobre a interseção da identidade de género, justiça criminal e políticas prisionais.



Comentários
J há 3 meses

Que nojo de mulher... Se tivesse algo que fazer à vida... agora só se parece dedicar à transfobia.