-

"Barbie" impedido de concorrer a Melhor Argumento Original nos Óscares 2024

Tiago Silva, 4 de janeiro de 2024 00:44
"Barbie" impedido de concorrer a Melhor Argumento Original nos Óscares 2024

A Barbie da realizadora Greta Gerwig não vai poder concorrer à categoria de Melhor Argumento Original na 96ª edição dos Óscares.

Apesar da campanha da Warner Bros. para que o sucesso do verão passado concorresse na categoria de Melhor Argumento Original, o guião de Barbie, escrito por Gerwig e pelo seu marido Noah Baumbach, irá agora competir na categoria de Melhor Argumento Adaptado. As nomeações aos Óscares serão anunciadas na terça-feira, dia 23 de janeiro. A votação decorre de 11 a 16 de janeiro este ano. Já a cerimónia será transmitida a 10 de março.

De acordo com informações avançadas pelo Variety, o comité executivo do ramo de argumentistas da Academia norte-americana de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS) acabou por considerar Barbie para a categoria de Melhor Argumento Adaptado e os membros votantes elegíveis só podem agora candidatar o filme nessa categoria.

Barbie foi anteriormente considerado como um filme com argumento original pelo Sindicato de Argumentistas da América (WGA), cujos próprios prémios terão lugar a 14 de abril devido às greves que entretanto terminaram. Isso acontece mais de um mês após os Óscares. Os prémios BAFTA, que divulgará a sua própria lista de títulos na próxima semana, também considerou Barbie como argumento original.

Gerwig e Baumbach escreveram o guião baseado na mitologia da icónica boneca da Mattel, dando um toque meta à comédia protagonizada por Margot Robbie e Ryan Gosling. A dupla de cineastas está também nomeada para as categorias de Melhor Argumento nos Globos de Ouro deste próximo domingo, 7 de janeiro, embora o ramo de votação não distinga entre original e adaptado.

Esta situação não é assim tão incomum na indústria, sendo que a Academia e a WGA nem sempre estão em sintonia. Como exemplo, nos Óscares de 2017, Moonlight de Barry Jenkins concorreu para Melhor Argumento Original e foi assim considerado pela WGA. Os Óscares acabaram por incluí-lo como Melhor Argumento Adaptado - visto ser baseado numa peça não publicada de Tarell Alvin McCraney - e venceu a categoria.