Audiências de Óscares 2023 sobem 12% em comparação com ano anterior

Diogo Fernandes, 14 de março de 2023 19:37

A audiência dos Óscares 2023 aumentou este ano, quando uma média de 18,7 milhões de espetadores que sintonizaram a televisão para ver Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo ganhar o prémio de Melhor Filme e dominar a 95ª cerimónia dos Óscares na ABC, com sete vitórias. Isso é segundo as primeiras classificações ajustadas ao fuso horário da Nielsen, que incluem visualização fora de casa. Estes valores ainda podem ser alterados, mas a diferença não deverá ser grande.

Os Óscares, que marcaram o regresso do apresentador Jimmy Kimmel pela primeira vez desde 2018, subiram 12% em relação às classificações do ano passado. E de acordo com esses números preliminares ajustados ao fuso horário da Nielsen.

A transmissão deste ano enfrentou uma forte concorrência do final da temporada de sucesso da HBO, The Last of Us, cuja estrela, Pedro Pascal, foi ironicamente um apresentador na cerimónia. Mas também beneficiou presumivelmente de mais interesse na competição dos Óscares deste ano, dada a presença de filmes populares como Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo, Avatar e Top Gun Maverick na corrida - sem mencionar o facto de que o público ter ficado curioso sobre como Kimmel e a transmissão abordaria a bofetada de Will Smith contra o apresentador Chris Rock do ano passado.

Olhando para os dados preliminares semelhantes do ano passado, a cerimónia de 2022 atraiu 15,36 milhões de espetadores.

Os Óscares de 2023, que foram transmitidos ao vivo, foram também os primeiros da equipa produtora de Glenn Weiss e Ricky Kirshner, especialistas da televisão ao vivo que assumiram esse papel após vários anos de produtores de cinema a supervisionarem o evento.

Os números da Nielsen para os Óscares de domingo relatados por alguns meios de comunicação na segunda-feira não estão ajustados ao fuso horário e não contabilizam a visualização na costa oeste da cerimónia de prémios.

Os executivos da ABC também estavam preparados para números incomuns, porque domingo marcou o início do horário de Verão, e era possível que a audiência pudesse ter sido afetada pela mudança de hora.

As classificações dos Óscares têm sido criticamente baixas nos últimos anos, atingindo um recorde mínimo de 10,5 milhões de espetadores em 2021.

A transmissão de 2022, que apresentou uma performance remota de Beyoncé, bem como a briga entre Rock e Smith, atraiu 16,6 milhões de espetadores, segundo os dados da Nielsen ao vivo, um aumento de 58% em relação ao ano anterior. Após visualização adicional em diferido nos dias seguintes, a transmissão acabou por atrair 17,6 milhões de espetadores, tornando-se o programa não desportivo mais visto do ano passado.

Apesar do bom crescimento, o espetáculo de 2022 ainda conseguiu apenas classificar-se como a segunda pior audiência e desempenho de classificação na história dos Óscares. O espetáculo do ano passado foi anunciado como "a transmissão de Óscares mais socialmente falada", segundo a ABC e a Academia, com um total de 22,7 milhões de interações sociais e um aumento de 139% em relação à transmissão do ano anterior (9,5 milhões). A transmissão obteve 16 milhões de visualizações em vídeo no Twitter, Facebook e YouTube.

O recorde para uma transmissão dos Óscares continua a ser a entrada histórica de 1998, onde uma média de 55,3 milhões de espetadores assistiram a Titanic ganhar o prémio de Melhor Filme. Até 2014, os Óscares ainda atraíam 43,6 milhões de espetadores (quando 12 Anos de Escravo ganhou). A última vez que os Óscares ultrapassaram a marca de 30 milhões de espetadores foi em 2017 (33 milhões, quando Moonlight ganhou), e a última vez que ultrapassaram a marca de 20 milhões foi na transmissão pré-pandémica de 2020 (23,6 milhões, o ano em que Parasite foi vitorioso).


Não te esqueças de deixares um gosto nas nossas páginas das redes sociais e ficar a par de todas as novidades em primeira mão. Estamos presentes no Facebook , Instagram , e ainda no Google Notícias.



Escolha uma plataforma de Streaming e encontra as estreias, lançamentos e notícias: